Livro do Wattpad: Diário de uma Escrava será lançado pela DarkSide Books

Que o Wattpad é uma vitrine de novos autores todos nós já sabemos. E uma consequência maravilhosa dessa vitrine são os diversos livros que são disponibilizados na plataforma e depois, após conquistado público e visualizações, serem convidados, inclusive muitas vezes disputados, por editoras almejando lançar o livro físico da obra. Podemos citar por exemplo a Anna Todd, escritora de After, e o Taran Matharu autor de The Summoner; cujas obras se tornaram verdadeiros sucessos.

E pelo visto aqui no Brasil essa tendência também está crescendo. Recentemente a DarkSide Books divulgou seu próximo lançamento, o livro Diário de uma Escrava, da escritora Rô Mierling. A obra, de 240 páginas, será lançada em edição limitada de capa dura. Tendo sido originalmente publicado no Wattpad, e alcançado mais de 1,5 milhão de leituras. E apesar da plataforma digital para autores ser uma porta de entrada para muitos, não é o caso de Rô Mierling que já escreveu vários livros e coordenou mais de 30 coletâneas de contos sobre diversas temáticas.

Sobre o livro:

ro-mierling-capa-3d

No Brasil, todo ano, 250 mil pessoas desaparecem sem deixar vestígios. Desse total, 40 mil são menores de idade, dos quais um terço são meninas destinadas a fins sexuais. Muitas escapam ou são encontradas, contando histórias terríveis; outras nunca mais são vistas com vida.

Narrado em parte em forma de diário, o livro acompanha mais de quatro anos da vida de Laura em um buraco embaixo da terra, período em que algo dentro dela também se modifica de uma forma inimaginável em busca da única maneira para sobreviver. Publicado originalmente na plataforma digital Wattpad, onde já teve mais de um milhão e meio de leituras, DIÁRIO DE UMA ESCRAVA apresenta um retrato duro, cruel, abominável, mas infelizmente corriqueiro no Brasil e em todo o mundo.

Munida dos melhores livros e pesquisas sobre o assunto — incluindo de casos reais ocorridos na Europa e nos Estados Unidos — e também uma grande admiradora do trabalho de Ilana Casoy, Rô sabe que não podemos fechar os olhos para essa realidade. E é por isso que sua narrativa é detalhista e, por vezes, até impiedosa. No entanto, é através da ficção que ela tenta mostrar um sofrimento verdadeiro. Um de seus objetivos como escritora é mostrar, de forma crua e realista, como a mulher pode atingir “níveis degradantes através de situações impostas pelo homem e pela sociedade”. Para Mierling, “a escrita não tem sexo. A mente não tem sexo, e a imaginação e a criatividade muito menos”.

ro-mierling-banner-768x395

A autora já organizou diversas antologias, além de ter autopublicado e colocado no Wattpad mais de dez livros. Embora escreva ficção, ela transmite um pouco da própria trajetória e de seu cotidiano em suas histórias. Nas obras dela, não há amores melosos, flores e corações. Coisas como essas podem até existir para outros escritores, mas Rô convive com sombras o tempo todo, embora saiba também apreciar o sol. No seu mundo não há espaço para fantasias. “Se eu não acordar para trabalhar, morro de fome, não tenho ninguém por mim. Luto para não ficar doente, não ser vítima de violências, não ficar louca e, ainda assim, chegar à noite de mais um dia. Isso não é fácil, é dark”, explica ela.

A preferência pelo terror e pelo suspense psicológico é naturalmente refletida em seus livros. Na sua nova casa editorial, Rô quer apresentar um terror real, o mal que pode brotar em qualquer um de nós “como forma de alerta a respeito da vida não ser tão florida quanto se espera”.

 

“Rô consegue ser visceral e verdadeira, não pede licença para o leitor e, em pouco tempo, nos torna reféns de seu universo sombrio.”

— KIM MYERS —


Rô Mierling é gaúcha, escritora, ghost writer e pesquisadora acadêmica há mais de dez anos. Autora de contos, poesias e crônicas, publicou Contos e Crônicas do Absurdo e organizou a antologia Amor e Morte, entre outros livros. Saiba mais em https://www.facebook.com/romierlingescritora

Fonte: DarkSide

Compartilhe agora...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Tumblr

Deixe seu comentário